Cooperativa escolhe potes da Verallia para envasar palmitos em conserva

 

Rico em vitaminas do complexo B, sais minerais, vitamina C e ferro, o palmito é comercializado em conserva e exige uma embalagem adequada. Ciente disso, a Cooperativa dos Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia (Coopalm) optou por potes de vidro da Verallia para envasar seu produto. “O pote de vidro é inerente a categoria do palmito. A transparência mostra a qualidade do nosso produto”, enfatiza Sheila Ramos, do comercial da Coopalm.

Segundo Rafael Buenos, gerente de contas responsável por potes da Verallia, o recipiente não reage quimicamente com outras substâncias, não altera as características do sabor, cheiro e qualidade do alimento e não solta elementos nocivos à saúde, já que é feito de matéria-prima 100% natural.

Os potes de vidro são transparentes e permitem que o consumidor avalie as condições do palmito e da salmoura, líquido usado na conservação e que deve estar sempre em cor límpida e transparente.

A conservação do palmito no vidro também é fundamental para o tratamento térmico do alimento, já que ele passa por um processo de cozimento no momento do envase para eliminar contaminações físicas, químicas e microbiológicas, garantindo um produto livre de toxinas.

Os palmitos da Coopalm são comercializados nos principais varejistas do país por meio das marcas Cultiverde e Coopalmito, além das marcas exclusivas Bonduelle, Qualitá e Carrefour.

Agricultura familiar

Criada em 2004, a Coopalm orienta técnica e financeiramente agricultores familiares que cultivam palmito de pupunha, matéria-prima do Palmito Cultiverde. Atualmente, a Coopalm é umas das principais indústrias de palmito em conserva no Brasil certificada na norma FSSC 22000 (Gestão de Segurança do Alimento), além de contar com o Selo de Agricultura Familiar e o Selo Vegano.

Sua prioridade é promover a inclusão social, por meio da geração de trabalho e renda, a partir do apoio aos cooperados, sem perder o foco na conservação ambiental. Atualmente, são mais de 600 cooperados, que representam três mil pessoas ligadas diretamente a cooperativa. Conheça mais sobre a cooperativa no site www.cultiverde.com.br.