Segmento de vinhos investe em garrafas Premium para ganhar destaque com consumidor

A primeira prova de que o vinho já era uma bebida consumida 3.000 a.C são ânforas de barro encontradas na Geórgia e na antiga Mesopotâmia. Mas, de acordo com o Atlas Mundial do Vinho, uma espécie de Bíblia dos enólogos e apreciadores, a produção das primeiras garrafas de vidro, por volta de 1.700, foi um divisor de águas. “Ficou claro que o vinho mantido em uma garrafa hermeticamente arrolhada durava muito mais que o vinho em um barril. Ele também envelhecia de forma diferente, adquirindo um buquê”, descrevem os autores do livro.

O fato é que há pelo menos três séculos, vinhos e garrafas de vidro são indissociáveis. Além de proteger a bebida, a garrafa passou a ter a função de ajudar o consumidor a identificar que tipo de vinho contém. Giovanni Vannucchi, sócio da OZ Estratégia e Design, especialista em embalagens, explica que o design é um elemento diferenciador de produtos. “Muitas vezes é o fator que leva o consumidor a escolher determinado produto.” 

Ele acredita que garrafas diferenciadas e mais bem trabalhadas são a tendência do mercado de bebidas. “Fabricantes de gin e vodca têm se esforçado cada vez mais para criar uma diferenciação de garrafas. Isso também se aplica ao segmento dos vinhos, mas de forma particular. Há dois caminhos: partir para algo clássico, que reforce a tradição; ou ir para o oposto disso, com liberdade de linguagem, um design mais inovador e disruptivo”, explica.

As garrafas Selective Line, linha Premium da Verallia, atendem as duas propostas. As garrafas de vidro são produzidas de acordo com os mais rígidos padrões de qualidade, com design sofisticado, criativo e exclusivo. Um bom exemplo é o modelo Alienor, disponível nas cores âmbar e transparente. Com formato elegante, ombros baixos e tênues curvas abertas, esta garrafa foi escolhida por alguns dos melhores produtores europeus para envasar espumantes premiados, como o La Vie en Rose, do Château Roubine (França), e o Terras do Demo, da cooperativa portuguesa do Távora.

No Brasil, a Alienor já envasa produtos de importantes vinícolas nacionais. “Estética, resistência, cor e silhuetas são fundamentais”, diz Maiquel Vignatti, da Vinícola Garibaldi, que escolheu a Alienor para envasar os espumantes Garibaldi VG.  Outro modelo de garrafa da Selective Line que envasa vinhos brasileiros é a Sino. “A Sino tem elegância e agrega valor ao produto”, comenta Marlon Panizzon, da Panizzon, que utiliza a garrafa em seus espumantes da linha Premium.

 

garrafa vinhos bourgogne ego

 

Também produzida pela Verallia, a linha EGO atende igualmente às necessidades de distinção dos vinhos de alta qualidade. O modelo Bourgogne EGO, por exemplo, foi escolhido pela vinícola Don Guerino para envasar os bem-sucedidos vinhos Terroir Selection que levam ao consumidor as uvas mais emblemáticas dos seus vinhedos: Chardonnay, Malbec e Teroldego. “A beleza e o design fazem toda a diferença”, afirma Maicon Motter, gerente comercial da vinícola localizada em Alto Feliz, na Serra Gaúcha. A EGO ainda tem uma qualidade a mais:  o foco na sustentabilidade, já que o peso das garrafas foi reduzido, consumindo menos matéria prima, sem perder a qualidade e a imponência.

“Com design exclusivo, as garrafas das linhas Selective Line e EGO atendem aos mercados mais exigentes e dão um toque distinto para quem quer se destacar no segmento. É possível investir numa embalagem com design diferenciado para conquistar mais apreciadores do vinho. Isso tudo sem abrir mão das vantagens que o vidro proporciona ao segmento”, finaliza Catarina Peres, supervisora de marketing da Verallia.